Comportamentos que podem prejudicar seu emprego

Hoje, os escritórios e empresas são bem mais horizontais do que antes e as relações entre subordinados e chefes ganhou proximidade. Porém, é importante lembrar que proximidade não significa informalidade e a confusão entre esses termos pode gerar grandes distorções e prejudicar o andamento do trabalho. Convencidos de que tem a liberdade para falar o que quiserem, muitos profissionais exageram na informalidade para com os seus respectivos gestores.

Pensando nisso, selecionamos algumas frases e comportamentos que precisam ser evitados na relação subordinado-chefe. Confira:

Meu chefe anterior não fazia assim– É muito desagradável para um gestor ser comparado com seu antecessor, ainda mais se esse for bem sucedido ou mais competente. Cuidado com o tom e de preferência não utilize essa frase, já que ela deslegitima as possibilidades de atuação de seu novo chefe.

Nunca ouvi essa crítica antes– Defender-se de comentários negativos, minimizando-os é extremamente anti-profissional, pois é uma forma de negar o pedido de mudança pedido pelo chefe. Ainda que você discorde da crítica que foi feita, tente retirar algo produtivo dessa situação, afinal frases e gestos que demonstrem certo desprezo, podem soar como arrogância.

Ele não fez, também não vou fazer– Não é legal se apoiar em outras pessoas da equipe para demonstrar suas insatisfações. Se você cometeu um erro e seu colega também, a sua responsabilidade sobre seu ato não é anulada. Todos os seus argumentos devem ser reflexo da sua realidade, não da rotina alheia.

Não fui contratado para fazer essa tarefa– Funcionários questionadores são altamente válidos e até muito bem vistos pelos seus chefes. Porém, recusar a cumprir uma tarefa por ela não se encontrar em sua listagem original de compromissos demonstra falta de comprometimento com a empresa. Não fazer algo por não ser pago para isso dá a entender que o seu interesse é apenas subordinado ao seu salário.

Guarde bem essas dicas e evite sempre essas situações!