Fui chamado para uma entrevista de emprego: e agora?

Você revisou e enviou seu currículo para a empresa que deseja trabalhar e finalmente foi selecionado para uma entrevista! E agora, o que deve ou não fazer? Pensando nisso, preparamos uma lista com 8 dicas que irão te auxiliar nesse momento tão esperado.

 

      1.Ative a memória

Em uma entrevista por competência, por exemplo, o entrevistador costuma perguntar sobre situações passadas, nas quais você precisou liderar ou trabalhar sob pressão. Por isso, é importante pensar com antecedência e relembrar momentos de sua vida profissional, sempre pontuando qual foi o seu papel ou como você lidava com possíveis problemas e imprevistos. Dessa forma, é possível pensar nas respectivas situações e perceber como cada uma delas se encaixa em uma aptidão, como resiliência, liderança etc.

Essa dica vale inclusive para aqueles que estão em busca de uma primeira experiência profissional. Basta pensar em situações vividas no ambiente familiar, na escola ou na faculdade e tentar inseri-las nas mesmas características faladas acima.

 

     2.Seja sincero e verdadeiro

Os profissionais responsáveis pelas entrevistas de emprego geralmente acumulam rapidamente experiência no assunto e por isso, as chances de você ser descoberto em uma mentira é grande. Ainda que você consiga enganar o entrevistador, por quanto tempo sustentará isso? O melhor caminho é sempre a honestidade.

 

       3.Você está sendo observado

Um dos segredos básicos para uma boa entrevista é a naturalidade: gesticular, por exemplo, é positivo, mas jamais em excesso. Lembre-se que você estará sendo observado desde a chegada. Por isso, saiba equilibrar e não esqueça da gentileza, educação e bom senso.

 

      4. Qualquer roupa vale?

Não! Pesquise o perfil da vaga que você está concorrendo e seja coerente, buscando roupas que você vá utilizar na rotina do cargo pretendido. É importante evitar informalidade ou formalidade excessiva, você não quer causar a impressão de que é relaxado ou soberbo. Na dúvida, prefira cores neutras e peças simples.

 

       5.Autoconhecimento é essencial

Devido a correria diária das empresas, as entrevistas geralmente são rápidas e objetivas. Logo, você tem pouco tempo para mostrar quem é. Busque, então, ir direto ao ponto e não enrolar muito, demonstrando autoconhecimento. É comum também ouvir do entrevistador perguntas como “Quais são seus pontos fortes e fracos? ”. Ao ouvir isso, não se desespere! Lembre-se da dica 2 e seja objetivo.

 

      6.Coerência nas mídias sociais

Não adianta se portar muito bem em sua entrevista de emprego e demonstrar o total oposto na Internet. Provavelmente, os seus perfis serão encontrados e o que acontecerá se lá você for outra pessoa, com ideias opostas das que defendeu para o entrevistador? Coerência, sempre!

 

        7.Cuidado com a postura

Quando falamos em postura, estamos lembrando a você de olhar nos olhos do entrevistador, demonstrar interesse, sentar-se corretamente e desligar o celular. Esses são pontos básicos que muitas vezes são esquecidos, mas que eliminam muitos candidatos. Como dito na dica 3, você está sendo analisado o tempo inteiro.

 

        8.Posso fazer perguntas ao final da entrevista?

Questionamentos sobre salário e benefícios não pegam muito bem e aqueles sobre a função da empresa devem passar longe, já que é esperado que você saiba. Porém, as perguntas certas podem demonstrar interesse. “Quando começamos? ” ou “Qual o maior desafio dessa vaga? ” são bem vindos, se o entrevistador não tiver falado.

 

 

E aí, um pouco mais confiante? Esperamos que sim e desejamos toda sorte em sua entrevista.